BLOG

03
out

Facebook Marketplace deve facilitar venda de produtos pela rede social.

 

 

 

 

 

 

facebook_marketplace_2-920x510O Facebook apresentou hoje o Marketplace, nova funcionalidade da rede social que vai facilitar a vida de quem pretende vender ou comprar algum tipo de produto direto de outras pessoas. A opção vai mostrar ao usuário qual a proximidade e contato das pessoas que estiverem vendendo um item. Será possível inclusive, navegar em categorias, como por exemplo “Casa” ou “Eletrônicos”, para facilitar a busca. Veja como ele funciona no vídeo acima.

Assim que o usuário encontrar o item que deseja, é só clicar que ele já terá todas as informações disponíveis, como descrição do objeto, fotos e contato.

Para quem quiser vender algum item, o processo será tão simples quanto efetuar um post no seu perfil. É só entrar no Marketplace, inserir a foto do objeto, nome, descrição, preço, localização e categoria.

Vale lembrar que o Facebook não interfere de modo nenhum na transação, sendo necessário acertar isso diretamente com o vendedor. Mas a vantagem é clara: diferente dos outros sites, ele não pega um percentual da transação.

Segundo a rede, mais de 450 milhões de pessoas ao redor do mundo visitam e fazem vendas em grupos mensalmente.

A funcionalidade estará disponível nos próximos dias para usuários com mais de 18 anos nos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia na versão para dispositivos móveis (Android e iOS). Logo a opção deve chegar para mais países e também para a versão desktop da rede social.

Fonte: www.b9.com.br

 





27
set

Campanha alerta sob risco de atropelamento ao olhar mensagens no celular.

 

riscomensagem

O comercial criado pela agência La Chose de Paris para a República Francesa, toca em situações que ninguém até então nunca tocou em comerciais e campanhas contra acidentes de trânsito causados por irresponsabilidade do condutor.

Você já parou para pensar como ficam as pessoas que estão ligadas a uma pessoa que morre em um acidente? Como ficam os pais? Irmãos? Amigos? Professores? Colegas? Parentes?

Infelizmente uma morte pode ocasionar muitas coisas e tirar os sonhos de muitas pessoas. E essa campanha foi inspirada exatamente nisso.

Enquanto David dirige e resolve ver uma mensagem no celular, uma pessoa é morta, mas muitas outras são atingidas junto com ela.

O comercial da campanha, assim como a mensagem, é bem impactante, confira!

Fonte: Publicinove

AddThis + Anúncio





03
ago

LinkedIn convida influenciadores a compartilharem vídeos de até 30 segundos.

1634066545-linkedin-permite-que-influenciadores-compartilhem-videos-de-ate-30-segundos

Não há como. A rede social que não visualizar a importância da inserção de vídeos em sua plataforma será deletada das redes em grau de relevância. Percebendo isso, o sério LinkedIn, resolveu a sua forma adicionar filmes de 30 segundos  em seu dispositivo.

Na terça-feira (02) a companhia liberou para mais de 500 influenciadores a possibilidade de postarem pequenos vídeos em suas contas. A ideia é de que CEOs e formadores de opinião respondam a perguntas pré-definidas pelo LinkedIn, mostrando seu ponto de vista e rotina.  Nesta página é possível conferir alguns vídeos que já foram enviados.

Até agora, só usuários selecionados têm direito a esta ferramenta. A maioria deles são personalidades do Vale do Silício e arredores. Há possibilidade de que o mecanismo se expanda para outras pessoas regiões, mas até o momento a companhia não se pronunciou oficialmente sobre a ampliação.

Fonte: ADNews

03
fev

Serviço de assinatura de maconha segue linha das marcas de luxo!

Marijuana Serviço de Assinatura tem pistas desde marcas de luxo
Marvina é o novo serviço de assinatura de cannabis!

Dane Pieri entendeu o paradoxo: empresário em São Francisco, percebeu que, uma vez que seu estado legalizou oficialmente a venda de maconha medicinal em 2003, muitos consumidores ficariam impressionados com a variedade de cepas que podiam comprar. Em resposta, Pieri lançou a Marvina -um serviço de assinatura mensal para maconha de alta qualidade, com o objetivo de cultivar um novo público de conhecedores de maconha.

Pieri descreve Marvina como um “clube de vinhos para a cannabis”, onde os assinantes recebem um pacote mensal de três a quatro cepas, cuidadosamente cultivadas, de maconha. Cada estirpe inclui descrição, efeitos previstos e um perfil de sabor. As assinaturas podem incluir sete, 14 ou 28 gramas e começam em US $ 95 por mês.

Marvina-weed-delivery.jpg

Marvina é constituída por um grupo de parceiros com uma pequena seleção de cultivadores de maconha e dispensários que adquiriem e distribuem seus produtos. Os assinantes devem apresentar cartão de identificação de maconha medicinal na Califórnia, e a entrega está atualmente limitada a São Francisco.

Embora Marvina não seja o primeiro serviço de entrega de maconha (Veja Nancy Nurse e Winterlife Cooperative, entre outros), é o primeiro a refinar o processo de entrega.

Marvina marca-se como um fornecedor de cannabis premium, exibindo uma identidade elegante, com um visual preto e vermelho, backdrops de mogno, e as descrições luxuosos que posicionam a empresa na estirpe das assinaturas premium, como Birchbox e Trunk Club, do que para transações de maconha “estereotipados” em lojas de fumar.

O sucesso da Marvina – seja na imprensa e outras midias – indica uma perspectiva de mudança do consumidor sobre a compra da cannabis. Comprar maconha não é mais explicitamente tabu; se Marvina é qualquer indicação, é uma forma de arte a ser apreciada.

Marvin

Fonte: PSFK – www.psfk.com