Tag: 4G

11
jun

Mais usuários devem aderir à segunda tela durante a Copa.

assistindo-tv-no-android

Com a implantação do 4G e melhores versões de dispositivos móveis, a tendência é que a adoção da segunda tela aumente cada vez mais.

Como nos anos anteriores, a festa do futebol mundial reunirá uma enorme quantidade de fanáticos pelo esporte. A Copa do Mundo de 2010, contou com uma audiência de cerca de 3,2 bilhões pessoas que pararam para assistir aos jogos – número que deve aumentar este ano.

A diferença entre este mundial e os anteriores é o grande número de usuários que vai assistir a competição em mais de uma tela – na TV, e também em um segundo dispositivo conectado à Internet. Só na América do Sul são 250 milhões de pessoas conectadas, de acordo com os últimos dados da Internet World Stats.

Os números mostram que as vendas dos dispositivos móveis está em ascensão, assim como o uso da segunda tela já se tornou comum entre os usuários desse tipo de tecnologia. Um estudo do GVcia, divisão de pesquisa vinculada à Escola de Administração de Empresas Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), apontou que as vendas de computadores, incluindo dispositivos móveis, devem crescer 10% em 2014, com foco maior em tablets, seguido de notebooks e outros dispositivos tidos como portáteis.

Outra pesquisa, feita pela Ericsson ConsumerLab TV e Mídia, que contou com 15 mil entrevistados em todo o mundo, mostrou que 75% dos donos de dispositivos móveis utilizam seus aparelhos enquanto assistem a seus programas de televisão favoritos. E este fenômeno está mudando a forma como nos relacionamos com a televisão.

“Assistir TV sempre foi uma atividade social, em especial no passado, quando cada casa só tinha um aparelho e a oferta de canais era bem menor”, explica Carlos Augusto Buarque, Gerente de Marketing de Consumo da Intel Brasil. “Com o tempo, as pessoas foram colocando a TV nos quartos, e assistir a programação tornou-se uma atividade mais individual. A segunda tela vem para reverter essa transformação, mas de uma maneira radical – quando você assiste TV conectado pela segunda tela, você compartilha a atividade com todos os seus amigos e também com milhares de desconhecidos pela Internet. A TV virou ponto de socialização novamente.”

O fenômeno é tão expressivo que as grandes emissoras ao redor do mundo abraçaram a ideia e estão se preparando para aquela que pode ser a maior revolução da TV desde a TV a cores. A BBC, por exemplo, lançou um aplicativo especial que vai turbinar a sua cobertura da Copa – o app será alimentado 24 horas por dia, 7 dias por semana, e permitirá inclusive que os usuários interajam ao vivo com os apresentadores e interfiram na programação, em tempo real. No Brasil, a maioria das emissoras já lançou ou prepara o lançamento de aplicativos semelhantes.

Embora o fenômeno da segunda tela já tenha sido sentido em 2010, a evolução da tecnologia e a maior penetração de dispositivos conectados irá mudar o jogo em 2014. “Temos conexões de mais qualidade, em especial o 4G, que é essencial para a transmissão de conteúdo em vídeo. E temos também dispositivos melhores, mais rápidos e mais preparados para atuar como segunda tela. Os dispositivos 2 em 1, por exemplo, por trazerem um teclado, tornam a experiência de mandar mensagens durante as partidas muito mais prática e rápida”, explica Carlos Augusto. “A infraestrutura de servidores que alimenta o sistema também está mais rápida, o que significa um mundo de possibilidades – assistir as jogadas ao vivo, de várias câmeras diferentes, em várias telas diferentes, comentando e interagindo com os amigos, tudo ao mesmo tempo. Essa é a nova experiência da TV.”

Fonte: IDG NOW