Tag: brasil

15
set

Pinturas clássicas recriadas a partir de sucata.

Pinturas clássicas recriadas trazer um novo significado à sucata

Artista Vik Muniz  é mestre em criar arte com produtos não convencionais, como lixo e fotografias antigas. Sua nova coleção gira em torno de recriar algumas pinturas clássicas e redefinindo a reserva de sucata prazo no processo.

O artista nascido no Brasil aborda todos os tipos de arte de pinturas abstratas para auto-retratos. Ultimamente, ele acumulou uma pequena coleção de clássicos recriados usando pedaços de revistas velhas.

Juxtapoz-VikMuniz016
Juxtapoz-VikMuniz035
vik_muniz
vik_muniz3
vik_muniz4-5984
vik_muniz5-622
vik_muniz6-1204
vik_muniz9-1925
vikmunizpicturesofmagazines26
 
 Fonte: DesignFaves
29
jul

Ensaio fotográfico documenta multidões assistindo a Copa do Mundo.

Ensaio fotográfico Documentos multidões assistindo a Copa do Mundo

Jane Stockdale captura espectadores e emoções em locais em todo o Brasil.

O escritor Damian Platt afirma  que o Brasil sediou um das mais felizes e mais emocionantes Copas do Mundo. Os jogos foram imprevisíveis, chocantes e emocionantes. Os espectadores de todo o mundo assistiram em antecipação, a partir do conforto de suas casas ou no pub local.

O fotógrafo Jane Stockdale, capturou as multidões no Brasil em sintonia com os eventos esportivos assistidos por quase metade da população mundial. O ensaio fotográfico intitulado, “Assistindo a Copa do Mundo “, é uma viagem através de ambientes e emoções como torcedores, em espaços públicos, nas praias, em estações de ônibus, lojas, hospitais e supermercados.

Em sua narrativa, Platt descreve a violência tumultuosa que infectou comunidades fora das praias vibrantes no bairro da Zona Sul em 2014, além das emoções captadas da extrema alegria até ao desespero. Com o Brasil no centro das atenções, as autoridades implantaram a segurança pública e tropas armadas. Quando a multidão comemorava, os seguranças estavam conscientes e alerta das ameaças potenciais que daí poderiam resultar.

Soldados na rua

Segurança armada nas ruas

Platt menciona a magnitude dos tiroteios que tornaram o ano particularmente conturbado, mas também destaca as consequências positivas dos jogos do Brasil, trazendo alegria e celebração para as ruas. Fotos mostram crianças e adultos que desfilam com a camisa número 10 em apoio ao herói nacional, Neymar. O projeto de Stockdale retrata brilhantemente a experiência, variando entre civis e seus protetores armados, que igualmente desfrutaram o jogo.

Mas a Copa do Mundo não é simplesmente sobre o futebol: Stockdale correu até a praia de Copacabana e documentou moradores e turistas que gostam de cervejas e caipirinhas enquanto assistiam os jogos em uma tela ao ar livre.

Após o resultado da Argentina contra Alemanha ele captura o poder do jogo: tanto pessoas mais velhas ou mais jovens que choram em descrença. Platt descreve a praia como um “campo de batalha” após a perda da Argentina.

Relógios Mulheres Brasil perder em choque

Confira as emocionantes fotografias e o relato no site: www.watchingtheworldcup.com

Fonte: PSFK

22
jul

Internet é a principal fonte de entretenimento para 43% dos jovens.

original-57

A rede pauta o comportamento, o estilo de vida e os padrões de consumo desse grupo, segunda edição da pesquisa “Jovem Digital Brasileiro”, do Ibope.

A maioria do jovem brasileiro (96%) é internauta, usa a internet diariamente para navegar nas redes sociais (90%), ver ou baixar vídeos. Esses jovens possuem perfil em 6,7 redes sociais, em média e 2,8 endereços de e-mail (17% apenas um, 40% dois e 21% mais do que 3). A maioria dos jovens entre 18 e 25 anos  (91%) usa constantemente o Facebook, 48% o Youtube, 15% o Instagram e 13% o Twitter. E a simultaneidade e a convergência estão no seu DNA: os meios são consumidos pela internet com tal naturalidade, que muitas vezes os vídeos online se tornam uma nova forma de escrita da web.

Os dados são da segunda edição da pesquisa “Jovem Digital Brasileiro”, do Ibope, apresentada nesta quinta-feira, 17/7, pela diretora da área de Learning & Insights do IBOPE Media, Juliana Sawaia, no youPIX SP Festival 2014, e comprovam que a internet pauta o comportamento, o estilo de vida e os padrões de consumo desse grupo.

A pesquisa, que ouviu 1513 internautas brasileiros com idade entre 15 e 32 anos, é resultado do projeto youPIX Tank, fruto da parceria entre o IBOPE Media, Conecta – unidade de negócios on-line do IBOPE Inteligência, e youPix, plataforma que discute as principais tendências da internet. A maioria (96%) usa a internet diariamente e a disbribuição entre classes sociais é muito homogênea.

Além de multimeios, uma vez que 61% deles estão habituados a usar mais de um meio de comunicação ao mesmo tempo – e 63% assistem TV enquanto navegam na Web – os jovens brasileiros também podem ser considerados multitelas. Atualmente, 17% dos jovens que vivem nas principais capitais e regiões metropolitanas brasileiras têm ao menos um tablet em casa e, entre os que possuem telefone celular, 47% têm smartphone. Além disso, 12% já navagem na Internet através de Smart TVs, 82% têm o hábito de navegar da Internet a partir do smartphone e  28% através dos tablets.

Quatro aplicativos estão em 80% dos celulares que usam: Facebook, e-mail, WhatsApp e YouTube.

Confira a íntegra da palestra no vídeo abaixo, diponibilizado pelo YouPix no Youtube.

Fonte: IDG NOW

16
jun

Facebook: 58 milhões de pessoas comentaram estréia do Brasil na Copa 2014!

copadomundobrasil_520

Número é cinco vezes maior do que o registrado pela cerimônica do Oscar 2014. Pênalti controverso e gol contra foram momentos mais comentados.

O Facebook revelou nesta sexta-feira, 13/6, que cerca de 58 milhões de pessoas no mundo todo comentaram a estreia do Brasil na Copa 2014  pela rede social.

No total, esses usuários tiveram 140 milhões de interações, incluindo fotos e posts, além de curtidas em comentários, durante a partida vencida pelo Brasil por 3 a 1 contra a Croácia em São Paulo.

De acordo com o Facebook, esse número é cinco vezes maior ao registrado pela rede social durante o Oscar 2014, em que 11,3 milhões de pessoas totalizaram 25,4 milhões de interações sobre o prêmio da Academia de Cinema.

Brasil

Por aqui, a rede de Mark Zuckerberg registrou 16 milhões de pessoas, 27,6% do total no mundo, falando sobre a partida apenas nas primeiras horas após a abertura da Copa 2014. Esses usuários brasileiros tiveram 40 milhões de interações no período, 28,5% do total. Um em cada em 3 brasileiros que usaram o Facebook durante o jogo entre Brasil e Croácia fez interações a respeito da partida.

Principais momentos

Os dois gols de Neymar, sendo um deles resultado de um pênalti controverso, foram os dois momentos mais comentados. Ainda aparece no Top 5 o gol contra do lateral Marcelo, que deu a vantagem inicial para a Croácia ainda no primeiro tempo.

O Brasil foi o país que mais comentou a partida no Facebook, seguido pelos Estados Unidos, que não possuem tradição no futebol, e pelos ingleses, apaixonados pelo esporte que inventou.

Fonte: IDG NOW

13
jun

6 dicas sobre gestão que aprendemos com a Copa no Brasil.

estadio-nacional-de-brasilia-3-size-598

O andamento dos preparativos para a Copa do Mundo em nosso país gerou muitas críticas e polêmicas por conta de sua gestão. Ao analisar os acontecimentos, podemos tirar algumas lições e aplicar em nossa profissão.

1- Planejamento é tudo.

Sem planejamento não se faz design. É necessário que o designer compreenda bem o projeto, as necessidades do cliente e defina bem as etapas do projeto e de entrega.

Não faça um plano otimista do processo. Faça um plano realista e uma previsão para um plano B e reajuste. Um bom planejador sabe o que fazer quando algo dá errado. Caso dê tudo certo, o mérito de bom executor é todo seu.

2- Tenha atenção ao fazer um orçamento.

Você fez o orçamento de um estádio, mas esqueceu de cobrar os bancos da arquibancada. Qual seu problema?

O orçamento só é possível quando as etapas do planejamento estão definidas. Se seu planejamento foi falho, seu orçamento também será.

Inclua no seu orçamento, quando necessário, uma previsão de custos adicionais, impostos, testes de impressão, ligações e horas extras de trabalho.

3- Prazo precisam ser reais.

O prazo precisa ser realista com sua capacidade de trabalho.

Você mal consegue fazer um cartão de visitas e vai pegar um job para fazer uma sinalização? Então você precisa ter uma melhor noção sobre seu tempo (e a qualidade dele também).

Um dos maiores erros em relação ao cálculo de prazo é achar que conseguirá trabalhar por 8 horas ininterruptas em um job. Lembre-se que telefones precisam ser atendidos, e-mails precisam ser respondidos e você precisa comer e passar um café.

O prazo também precisa prever contratempos, como operários caindo do seu “layout”.

4- Saiba dizer não.

Saiba impor seus limites para o cliente. Não faça tudo pelo dinheiro. Se fizer a mais, cobre por isso. Isso também ajuda a manter o mercado saudável.

Também diga não se estiver com muitos trabalhos e sentir que não vai conseguir pegar mais um.

5- Errou? Seja transparente.

Surgiu algum problema e você não vai conseguir entregar aquele job a tempo? Pois avise seu cliente.

Não deixe para avisar em cima da hora que algo no projeto está errado. Crie uma relação de confiança com seu cliente. De preferência, aborde o problema já com uma solução na manga para evitar um stress maior por parte do prejudicado.

6- Fornecedores precisam de atenção

O estádio ficou pronto, mas não tem hotel. E agora? O mesmo acontece com o site que você terminou e que está sem hospedagem. Como fica agora?

Tenha um bom relacionamento com seus fornecedores e deixe-os alinhados em relação às etapas de entrega do projeto.

Um bom gestor de projetos precisa ter uma visão macro sobre o projeto.

(Fonte: Design Culture)