Tag: ilustração

09
jan

Série de pôsteres compartilha momentos de sabedoria de super-heróis.

Vira-e-mexe a gente vê por aí séries de pôsteres motivacionais, com palavras que fazem a gente se sentir muito mais inspirado no dia a dia. A real é que a inspiração pode vir de lugares diferentes, e as histórias em quadrinhos podem sempre ser uma ótima fonte para quem busca uma dose de sabedoria.

É aí que entra Heroic Words of Wisdom, coleção criada pelo ilustrador Adam Thompson que combina illustrações de super-heróis com citações protagonizadas por eles. Lanterna Verde, Batman, Arqueiro Verde e Super-Homem, entre outros.

heroicwordswisdom02heroicwordsheroicwordswisdom017heroicwordswisdom015heroicwordswisdom01

 

Fonte: Brainstorm9 – www.brainstorm9.com.brt

 




24
nov

Amamos tattoo 3D!

3D_Tattoos

Parece, mas não é.

O 3D no cinema serve para dar vontade de tocar nas projeções que parecem saltar da tela. Com esta série de tatuagens não é muito diferente. Dependendo do ângulo, da posição, do talento realista do artista e do quão rápido se bate o olho nas imagens, é preciso olhar duas vezes para as tatuagens para entender que não são reais. Algumas delas chegam a assustar de tão profundas que são as camadas.

 

3D_Tattoos_1

 

3D_Tattoos_2

 

3D_Tattoos_3

 

3D_Tattoos_4

 

3D_Tattoos_6

 

3D_Tattoos_10

 

3D_Tattoos_11

 

3D_Tattoos_12

 

3D_Tattoos_7

 

3D_Tattoos_8

 

3D_Tattoos_9

 

3D_Tattoos_5

 Fonte: Idea Fixa – ww.ideafixa.com




14
nov

15 regras para o sucesso criativo na era da internet.

Molly Crabapple é uma artista e escritora que mora em Nova York e já escreveu para a Vice, Vanity Fair, NY Times, entre outros meios de comunicação.De acordo com ela, desenhar pintos para a Playgirl, replicar a própria cara com quase 1,80 m com frases do que já a chamaram na internet são apenas algumas das coisas que ela já fez como ilustradora. Durante oito anos sobreviveu como artista sem agentes e galerias. Passou por períodos ruins, eventualmente, mas hoje se considera bem sucedida ao lançar um livro por uma grande editora.

No entanto, o sucesso da autora não seria possível sem a internet. Ela usou todas as plataformas possíveis para se divulgar e se considera louca por mídias sociais, no bom e no mau sentido. Atualmente, a internet está se tornando cada vez mais corporativa e centralizada. Então, Crabapple escolheu algumas dicas de como sobreviver e se dar bem com arte na internet depois de tudo que aprendeu.

molly4

1 – É necessário que haja recursos e renda para os artistas independentes. Só assim eles conseguem se arriscar e se tornar freelancers de sucesso. Ao menos nos EUA, o governo não dá incentivos, como a eterna ausência do plano médico para quem trabalha como autônomo.

2 – As empresas não são fiéis a você. Nunca acredite que elas irão cuidar de você, pois são imorais desde o berço e no conceito como companhia. Sempre negocie o que quer com agressividade. Pergunte aos freelancers quanto tal empresa o paga.

3 – Sempre diversifique suas fontes de renda. Se você está concentrado em um meio e ele quebra, você vai se desestabilizar. Preste serviços para áreas de trabalhos diferentes para sempre ter algum garantido.

4 – É comum que as pessoas que explodem e fazem sucesso rápido tenham alguma fonte de renda vinda dos pais, cônjuge ou grana guardada de outro emprego. Às vezes, é alguém que está há dez anos trabalhando no ramo e, de repente é descoberto e brilha. Observe e aprenda com ambos para não criar mitos que se tornam barreiras.

5 – Nem sempre será possível ter intervalos longos para férias antes de quebrar a parede que o leve ao reconhecimento.

6 – Não seja um cretino. Ajude a quem não tem o mesmo nível de expertise e conhecimento que você. Trate bem quem também não for um cretino e jamais sucumba ao jogo baixo.

7 – Tente se lembrar que boa parte das pessoas que trabalha com arte é preguiçosa. Então dê duro para se destacar.

8 – Rejeição é inevitável. Deixe-se atingir, sinta a dor e siga adiante.

9 – Nunca confie em empresários do Silicon Valley. Eles vão pedir para que você crie para a plataforma deles de graça e anos mais tarde, quando a venderem, nada vem para você. (no Brasil essa regra vale para muita gente também)

10 – Seja mercenário com quem está montado na grana. Seja generoso com quem estiver em situação oposta.

molly2

11 – Trabalhar de graça só vale a pena se for com amigos ou organizações nas quais você acredita. Mas precisam te dar liberdade criativa e respeito.

12 – Não submeta seu trabalhos a concursos se você tiver que criar do zero especificamente para a iniciativa. É perda de tempo. É melhor colocar sua obra na internet do que acreditar que a exposição te dará destaque.

13 – Não trabalhe de graça para quem for rico. Não, não e não. Mesmo que você possa fazê-lo, isto fode tudo para o resto do mercado que não tem a mesma opção.

14 – Se as pessoas amam seu trabalho, trate-as bem enquanto forem legais com você.

15 – Seja idealista sobre seu trabalho. Sonhe alto, abra seu coração e seja cínico sobre os negócios ao seu redor.

Fonte: Idéia Fixa

 




11
nov

Jovem artista cria pinturas hiper-realistas.

Jovem artista cria pinturas hiper-realistas com olhos cativantes

Kyle Barnes  é um jovem artista incrível que choca o mundo através de seus retratos hiper-realistas. Seu tríptico abaixo mostra três pessoas, todos com as bocas cobertas e uma substância colorida em suas mãos. O realismo é impressionante e os gestos e cores adicionam uma camada fascinante de curiosidade sobre o trabalho.

As expressões dos sujeitos são sérias, contemplativa e intensa, o que implica que acabou de fazer com as mãos algo questionável, feito mais por necessidade e esperança do que por prazer. O contato visual intenso que tem com o espectador é cativante, levando a uma forte ligação emocional com a pintura.

Possivelmente, as imagens mais impressionantes são aquelas com o próprio modelo próximo à pintura acabada. Veja abaixo!

765xNxbig-9d63484abb477c97640154d40595a3bb.jpg.pagespeed.ic.dsMJkI8Pyb
765xNxbig-1ce83e5d4135b07c0b82afffbe2b3436.jpg.pagespeed.ic.S7gVRz9Pv4
765xNxbig-198dd5fb9c43b2d29a548f8c77e85cf9.jpg.pagespeed.ic.eWjPGLjON_
765xNxbig-595373f017b659cb7743291e920a8857.jpg.pagespeed.ic.O07OkuJ4gZ
765xNxbig-a160a01c5ced2a79bc07e2b2ef1a2ada.jpg.pagespeed.ic.vluGBRgPG8
765xNxbig-cc5f52c98723a2349c97bfe4c00fd799.jpg.pagespeed.ic.Gl_OpAdNnB
765xNxbig-d465f14a648b3d0a1faa6f447e526c60.jpg.pagespeed.ic.Dzz_Mk9QYk

 

765xNxbig-2fcd5cf1ebcd4213d8a17edc4cd47ad7.jpg.pagespeed.ic.BYbakM7qia
765xNxbig-022e0ee5162c13d9a7bb3bd00fb032ce.jpg.pagespeed.ic.nWarafpGUJ
Fonte: Design Faves




17
set

Capas do The New Yorker sobre o 11 de setembro.

2003_03_03_Sorel_Subway_Bin_Laden-670

Há 13 anos, os EUA sofriam atentados às Torres Gêmeas, ao Pentágono e, possivelmente, à Casa Branca. O dia ficou marcado como uma cicatriz na história do país e do mundo. Diversos jornais cobriram os eventos do dia 11/09, mas nenhum outro com mais ênfase ou ufanismo que o nova-iorquino The New Yorker.

Confira algumas capas da revista que trouxeram o tema ao longo dos anos.

2001_09_24_Spiegelman_Twin_Towers-670

2001_10_01_Sorel_Memorial-670

2001_10_29_DeSeve_Fireman_Police_Halloween-670

2001_11_05_Goodrich_Patriotism-670

2001_12_17_Blitt_Bin_Laden_Segway-670

2002_09_16_Juan_Skyline_Sunset-670

2003_03_03_Sorel_Subway_Bin_Laden-670

2003_09_15_Gurbuz_Twin_Towers-670

2004_09_13_Banyai_Window_Cleaner-670

2004_12_06_Goodrich_Santa-670

2006_09_11_Smith_Mavroudis_Twin_Tower_1.5sec-670

2011_09_12_Juan_Twin_Towers-670

Fonte: Diretores de Arte