Tag: NFC

19
set

Bloom, a plataforma que troca crachás e pulseiras por smartphones.

bloom-plataforma-digital

Uma catraca inteligente é capaz de reconhecer, através de conexão sem fio, se você tem ou não autorização para entrar no local.

Filas extensas e demoradas serão coisas do passado, ao menos no que depender dos criadores da Bloom, uma plataforma que quer trocar os tradicionais crachás e pulseiras coloridas por autenticações digitais.

Criada no Brasil, a Bloom criou totens, chamados de Bloom Stations, que funcionam como uma catraca inteligente. Basta aproximar dispositivos Android e iOS para que seja reconhecida a autorização para circular pelo local, seja uma festa, evento ou até mesmo a entrada em um recinto específico. A conexão wireless com o app da Bloom é feito através de NFC (Near Field Communication) no Android e via BLE (Bluetooth Low Energy) em aparelhos iOS, o que agiliza bastante o processo – segundo Isabelle Perelmuter, fundadora do Bloom juntamente com Edson Pavoni, o procedimento de abrir o app e passar pela Bloom Station dura em torno de 5 segundos.

As Bloom Stations também permitirão que sejam criadas ações com base no perfil do usuário. Seria possível, por exemplo, passar o celular por um dos totens para fazer um check-in, curtir uma página em específico ou postar uma foto na sua timeline, por exemplo, tudo isso sem que as atividades do virtual interfiram demais na experiência no mundo real.

 ALÉM DE CONTROLAR A MOVIMENTAÇÃO DA AUDIÊNCIA, REALIZAR INTERAÇÕES VIRTUAIS E REGISTRAR COMPRAS EM UMA COMANDA VIRTUAL, A BLOOM TAMBÉM VAI INTERMEDIAR A COMPRA DE INGRESSOS.

A ‘identidade Bloom’ também poderá ser usada para registrar um consumo de bar ou de chapelaria: atendentes estarão munidos com tablets, que reconhecem a identificação do consumidor e registram a compra, como se fosse uma comanda digital. A vantagem é a facilidade para o cliente e também para quem promove o evento, que através de um painel de controle pode acessar a big data relacionada àquela atividade.

“Ter esse universo de informações sobre os consumidores, visualizado de forma rica e em tempo real, vai permitir operar os eventos com mais eficiência. A integração com redes sociais também vai revolucionar a venda de patrocínios”, projeta Coy Freitas, um dos sócios da Audio, casa de shows que vai estrear a plataforma Bloom em outubro.

Fonte: Brainstorm9

10
set

Smartwatch da Apple rouba a cena do lançamento dos novos iPhone 6.

O Apple Watch finalmente chegou. Com recursos inovadores, o relógio arrancou aplausos. Confira tudo o que ele pode fazer.

A Apple entrou finalmente no mercado de computação vestível com um relógio digital que também é dublê de dispostivo de fitness e consegue executar uma série de tarefas com o uso de apps. Chamado de Apple Watch, ele tem formato quadrado e utiliza um mostrador com vidro curvo que é sensível ao toque.

O dispositivo também incorpora uma antena NFC, para pagamentos móveis, e está habilitado a usar o ApplePay, que também está incorporado nos novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus. Sim, ele vai precisar de um iPhone para funcionar completamente. Tim Cook, CEO da Apple, chamou o Apple Watch do “dispositivo mais pessoal que a Apple já criou”. “Nós o fizemos para ser o melhor relógio do mundo”, disse Cook.

applewatch nfc 520

Versões e modelos

O relógio terá três versões – uma versão padrão com a estrutura feita de aço preto ou prata; uma versão esportiva em alumínio prata ou cinza, e uma versão de luxo, mas resistente, feita em ouro 18 quilates. Além desses modelos, a Apple está oferecendo seis diferentes versões de pulseiras, incluindo couro, aço e plástico colorido. O Apple Watch também poderá ser comprado em dois tamanhos, um com 3,8 centímetros e outro com 4,2 centímetros.

applewatch 2 520

O relógio pode ser personalizado para mostrar diferentes estilos de mostrador, indo do mais clássico, analógio, até estilos digitais. Ele roda um grande número de apps e para controlá-las faz o uso inteligente de um botão similar à coroa dos relógios tradicionais que pode ser girado ou pressionado para controlar a interface ou mesmo fazer zoom da imagem na tela.

applewatch 520

Ao apertar a coroa, por exemplo, o usuário pode ativar a tela de entrada, que apresenta pequenos ícones circulares para os apps, num estilo que lembra o iPhone. O usuário pode tocar na tela para dar zoom em um grupo de apps ou tocar de novo na tela para abrir um deles.

Os relógios terão preço inicial de US$ 349 e começarão a ser vendidos no início de 2015. Eles necessitam de um iPhone para funcionar e serão compatíveis com os modelos de iPhone 5, 5C e 5S, bem como os novos iPhone 6 e 6 Plus que também foram lançados nesta terça-feira

A Apple conseguiu ser muito criativa na forma como concebeu os recursos de interação com o relógio tornando uma tela tão pequena numa interface manejável com várias funções. Além da coroa que serve como um “mouse” diferenciado, a empresa também colocou um pequeno botão na lateral, abaixo da coroa, que quando pressionado traz para a tela ícones de amigos que podem ser contatados.

applewatch twitter 520

Em vários dos apps, como o Apple Maps, o giro do botão da coroa amplia e minimiza a área do mapa. O  relógio vai aceitar apps de terceiros, por isso a Apple lançou um WatchKit para desenvolvedores interessados em criá-las.

apple watch fitness 520

O relógio também vai funcionar como um dispositivo de fitness. Um acelerômetro mede os movimentos de corpo do usuário enquanto que um sensor customizado acompanha a intensidade dos exercícios medindo os batimentos cardiácos. Ele também usa o GPS e o Wi-Fi de um iPhone para medir a distância percorrida.

O relógio pode receber chamadas via iPhone e tem um microfone e um speaker embutidos para “conversas rápidas”. A Apple recomenda fazer chamadas longs via iPhone.

applewatch e iphone 520

Alguns outros recursos diferenciados incluem o uso de vibrações que alertam o usuário sobre a chegada de mensagens. A Apple está chamando o recurso de “toque no pulso”, porque chama a atenção do usuário para que confira no mostrador. Usuários podem também responder com mensagens pré-gravadas em texto ou ditar algumas no microfone.

O relógio também vibra rapidamente quando a aplicação de mapas está sendo usada, dando ao seu dono direções para virar a esquerda ou a direita enquanto está dirigindo, sem que ele precise olhar no relógio ou no iPhone.

Fonte: IDG Now